O que é Google Ads? Como Funciona?

Como Funciona o Google Ads

Se você chegou até procurando o que é Google Ads, provavelmente, já tem uma ideia de que é o sistema de investimento em publicidade online do buscador. Dessa forma, imaginamos que esteja, na realidade, buscando mais detalhes acerca do assunto, o que disponibilizamos a seguir.

O que é Google Ads de forma mais detalhada?

O Google Ads é uma plataforma de marketing digital to buscador mais usado no mundo que te permite aparecer para pessoas que fazem buscas específicas por palavras-chave. Esse tipo de publicidade, quando o investimento é feito via Google Search (detalharemos a seguir) é considerado um dos tipos de maior retorno para vários nichos, pois ele abrange a parcela de possíveis compradores ditos ativos, que já estão desanjo o produto, diferentemente do que acontece com as publicidades nas redes sociais, onde o desejo pelo produto começa a ser trabalhado, ou instigado após uma busca prévia, quando o remarketing (nos aprofundaremos mais adiante) está ativado.

O Google Ads funciona apenas para buscas?

É um erro muito comum achar que o Google Ads é uma paltaforma de investimento somente em publicidade online para pessoas que estão fazendo pesquisas. Na realidade, ele se divide em Google Ads Search e Google Ads display, sendo o segundo, a categoria responsável por viabilizar o aparecimento da sua marca/produto na rede de parceiros do Google, os blogs que ganham dinheiro com o Google Adsense, que remudera quem adiciona propagandas em seus sites. Tanto o Google Ads, seja qual a modalidade investida, quanto as publicidades em redes sociais, permitem a ativação de campanhas para remarketing, mas afinal, o que é isso então?

O que é remarketing para Google Ads e/ou redes sociais?

Como o próprio nome já insinua, remarketing é uma publicidade feita novamente, usualmente, para pessoas que já acessaram o seu site. Sendo assim, mesmo para as redes sociais, se você ativar a propaganda apenas apra usuários que já estiveram no seu site vindos do Google, para pessoas que estiveram no seu portal há alguns dias, pode ser verdade que esse usuário se encontra no que chamamos de final da cauda longa, que é um gráfico exponencial que expressa o comportamento de compra do usuário, tendo os mais longe do eixo Y, uma possibilidade de conversão mais promissor, pois este seria o que já foi impactado anteriormente pela sua marca ou necessidade de compra do seu produto e agora se encontra, ativo, pesquisando por esse. A arte a seguir representa exatamente do que estamos falando:

Contudo, como o remarketing das redes sociais não permitem ser ativados somente para usuários que vieram do Google, este, ainda, é considerado o meio de investimento em publicidade online que mais impacta usuários que estão ativos na busca pelo seu produto.

Como funciona o Google Ads? Como é feita a cobrança?

Há dois grandes ramos na publicidade online tendo como alvo a “praça buscador”. A primeira é o SEO (Search Engine Optimization – Otimização para Sistemas de Busca), ela é, inicialmente, mais cara, pois demanda produção de conteúdo baseada em palavras-chave específicas. Contudo, esse investimento inicial se dissolve no tempo, pois o resultado dessa estratégia é a obtenção de visitas gratuitas por meio da busca orgânica, na qual se aparece sem a necessidade de pagar por clique.

A segunda categoria de investimentos é a PPC (Pay per Click – Pague por Clique), nesta, o retorno, caso você esteja com um bom site, produtos de real demanda e preço condizente com o de mercado, geralmente, o retorno é mais imediato, pois você alcança as primeira posições pagando pelo clique. Este pagamento pode ser feito via boleto, antecipadamente, ou por cartão de crédito, debitado posteriormente o clique baseado em um teto de gastos definido pela própria plataforma, que, em muitos casos, se inicia a R$ 200,00.

Qual palavra-chave escolher para aparecer em primeiro no Google?

É comum que muitos clientes cheguem até nós nos dizendo o que fazer. Talvez isso se deva ao modelo de negócios da maioria das agências de publicidade, que se colocam em uma posição de simplesmente atender à demanda do cliente. Contudo, o especialista, deve sim, escutar o contratante, mas, também, “digerir” a informação e dizer ao contratado o que fazer, afinal, quem tem a experência é o profissional que executará o serviço. Assim, não é você que escolhe para quais palavras-chave o seu site ficará em primeiro no Google, mas os seus clientes, que geram um volume de pesquisa para termos específicos, cujas buscas ativarão o seu anúncio. Dessa maneira, o planejamento de quais palavras-chave farão com que seu anúncio apareça é realizado através do Google Keyword Tool (planejador de palavras-chave da Google).

Exemplo do Google Keyword Tool para análise de demanda de palavras-chave

Como Funciona o Google Ads

No exemplo acima, que mostra o que é o Google Keyword Tool, mostramos palavras-chave que também foram utilizadas nesse texto como maneira de elucidar como essa ferramenta também é utilizada para a produção de conteúdo que visa trazer audiência gratuita do buscador por meio do SEO.

Relatório de retorno do investimento em Google Ads

A seguir, exemplificamos o relatório de retorno do investimento em marketing digital de uma campanha de R$ 20.000,00 para uma grande faculdade em Ipatinga, MG. Por meio deste relatório foi possível constatar que a cada R$ 66,00 investidos no Google Ads, uma pessa se inscrevia no vestibular. Sendo, então, esse custo de conversão, considerando que cada aluno pagaria uma média de 1000-1200 reais mensais para os próximos 4-5 anos, um resultado muito satisfatório. 

É interessante notar, também, que os contatos feitos via chat, formulário ou pessoas que passaram mais de 30 segundos no site foram considerados como conversão aparecem no relatório com o seu custo por resultado ressaltado nas colunas, que se relacionam com as linhas que representam cada grupo de anúncio em campanhas de Display no Google Ads.

Marketing Digital: Relatorio Google Analytics ROI

Exemplo de explicação sobre o que é conversão do Google Analytics e como é a integração com o site

As conversões de um site isntitucional, geralmente, são o contato via formulário de e-mail, chat ou WhatsApp e a assinatura de uma newsletter. Em vista disso, assim que configuramos o Google Ads para o cliente, essa explicação é colocada à disposição. O trecho a seguir, ilustra como é simples o entendimento.

Tela do Google Analytics mostrando que a eSites emite “fala” quando houve um contato via chat ou WhatsApp

Tela do Google Ads mostrando que o Google Analytics foi integrado ao Google Ads para geração de relatórios

Erros comuns ao se configurar o Google Ads

A eSites oferece gerenciamento gratuito de Google Ads para até R$ 100,00 investidos mensalmente. Quando dizemos isso, muitos não entendem o que significa. Sendo assim, deixe-nos explicar novamente: a cada R$ 100,00 que você investir no Google por mês, a eSites gerenciará, mediante a nossa configuração prévia, gratuitamente esse valor, sendo, este, integralmente revertido em cliques.

1) Google Ads erros: achar que o orçamento é infinito

Dessa maneira, a primeira questão a se observar é o orçamento, R$ 100,00 não dá para se abranger todo o país em todos os nichos relacioandos à sua empresa. Tomemos, como exmplo, o caso de alguns advogados que desejam aparecer para vários nichos em todo o Brasil, como o imobiliário, o tributário e o de família. Nessa situação, eu explico que há uma variável a ser analisada no Google Ads que se chama “impression share”. Esta mede a quantidade de vezes que o seu anúncio apareceu em uma base de 100 pesquisas. Se um grupo de usuários digitou, no país inteiro, “advogado imobiliário”, por exemplo, e o seu anúncio apareceu somente 60 vezes, é porque o seu “impression share” é de 60%. Sendo assim, não porque investir em nichos diferentes se o seu principal foco não está a aparecer 100% das vezes. Dessa maneira, é errado possuir mais de 2 campanhas ativas para um orçamento tão pequeno quanto o de R$ 100,00 mensais, que seria o suficiente, sim, para começar a conseguir clietnes online, mas não para possuir 3 campanhas ativas simultaneamento, pois o teste 2 a 2 seria mais efetivo para se chegar a conclusões nos relatórios de retorno do investimento.

1.1) Exemplo de relatório de performance da palavra-chave no Google Ads

Perceba que há palavras-chave, ativadoras de anúncios, que não possuem impression share de 100%. Além disso, elas não mostram o bounce rate (taxa de rejeição), tempo médio no site, páginas por sessão ou conversões, isso acontece porque o Google Analytics não estava perfeitamente integrado ao Google Ads quando a publicidade rodou ou porque o orçamento não foi grande o suficente para mensurar esses dados.

2) Google Ads erros: achar que tem que ter a palavra-chave da moda na pesquisa

Com a crise do Corona Vírus, muitas são as agências de marketing que fazem propaganda para abocanhar um pouco da audiência relacionada ao assunto. Assim, muitos clientes acham que também deve ser inserido a palavra corona vírus à palavra-chave de ativação do anúncio. Contudo, o único impactor que isso terá é no aumento ou diminuição das buscas por determinados assuntos de nicho, não sendo, então, necessário adicionar essa palavra-chave para a ativação do seu anúncio que já se encontra configurado para o nicho que sofrerá o impacto. Ademais, nem tudo o que agências de publicidade dizem é verdade, elas são empresas também e estão querenco conseguir clientes, o que, em um mercado com baixa regulamentação como é na internet, pode gerar uma grande quantidade de informações falsas.

As palavras-chave não são nem as da moda, nem as que você acha que devem ser. Quem define quais palavras-chave representam o seu produto são os próprios usuários ao fazerem a busca. Estes dados referentes ao número de pesquisas, relacionadas a palavras-chave específicas, são fornecidos pelo Google Keyword Tool, planejador de palavras-chave do Google, e adicionados ao Google Ads como gatilhos de ativação da propaganda.

2.1) Google Ads erros: exemplo de problemas relacionados à “palavra da moda”

E as redes sociais?

Uma boa estratégia de redes sociais consiste em comprar alguns modelos de banners na themeforest.com e testar as seguintes estratégias disponíveis para campanhas, seguidas de alguns filtros que, no âmbito regional, obviamente, envolvem a região e, sob nossa sugestão, o remarketing, para aparecer novamente para quem já entrou ou executou alguma ação no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Whats
Precisa de ajuda?
Precisa de ajuda?